12 de set de 2009

Pensando......


Saí da aula do dia 09.09.09, muito fascinada, muito mais interessada pela lingua dos surdos.
Aprendi que língua de sinais não é puramente mímica e gestos nos quais os surdos utilizam para se comunicar, ela possui gramática específica, própria. Essa língua não é universal, cada país possui a sua língua de sinais conforme sua cultura, por isso a nossa é LIBRAS - Linguagem de Sinais Brasileira
Essa língua possui alguns parâmetros que formam os sinais: configuração das mãos , os sinais podem ser realizados com uma ou duas mãos, mas não começar com a direita e ir trocando , fazendo sinais com a esquerda, é importante que escolha com qual mão fará os sinais, para não acontecer confusã, os sinais podem ter ou não movimentos; expressão facial e/ou corporal, mas numa conversa é muito importante as expressões para identificar o sentimento.
Já tinha uma vontade muito grande de me aprofundar no assunto, mas depois de ver a professora Janaína falando através da lingua de sinais fiquei até com inveja, porque pra ela era tão simples, tão rápido, como para nós é o falar.
Quero depois de formada poder fazer cursos nesta área, para me comunicar com facilidade com surdos, quem sabe me tornar uma intérprete.
Na rede municipal de São Leopoldo, não temos muitos alunos surdos , pelo menos na escola que trabalho até hoje (11 anos), não recebemos nenhum aluno.
Acho muito importante a lingua de sinais, tão importante quanto saber uma lingua estrangeira, penso que ela deveria fazer parte do curriculo escolar , onde as crianças aprenderiam com muita facilidade conseguindo se comunicar com colegas que de repente não frequente a mesma escola, mas que são seus amigos e assim haveria uma maior apropriação desta lingua pela sociedade e haveria uma maior capacitação de professo
res.

Nenhum comentário:

 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios