11 de dez de 2007

Brincar!!!!

Fiz esta postagem no Fórum de Ludicidade e a tutora Denise sugeriu que postasse o registro da imagem no meu portfólio, então resolvi postar o meu comentário e a imagem .

05/12/2007 21:16:29

Esta semana presenciei meu filho de 5 anos jogando com meu pai de 80 anos o jogo de Damas, foi muito interessante porque meu pai é muito bom no Moinho mas não sabia jogar Damas, assim como meu filho que está aprendendo, então eu tive que me articular entre os dois. Foi muito legal porque meu filho ficava dizendo \"assim não pode mexer vô\", \"só assim\" , daí ele mostrava na diagonal, foi uma experiência única que registrei até com foto. Depois foi a vez dele jogar com a minha mãe, ele também parava e mostrava pra ela o que podia e não podia, claro que ele não gosta de perder, mas com os avós o objetivo era de ensinar, então a brincadeira foi divertida. Fiquei depois pensando que muitas vezes achamos que devido a idade as crianças são incapazes de entender ou de assimilar determinado jogo, mas acredito que se é da vontade da criança, se ela tem o desejo de aprender conseguirá, aprenderá pela observação, pela audição.Lembro que ficava vendo meus pais jogarem carta(pife e canastra) quando era pequena pra aprender e poder jogar com eles, hoje minha filha já joga , aprendeu com meus pais, como eu ,olhando ,e meu filho quer aprender, digo pra ele que ainda é cedo, mas ele diz que já sabe as cartas, porque sabe os naipes e que a vó vai ensinar ele a jogar canastra. Interessante que o jogo sempre fascinou meu filho, ele ficava sentado ao lado do computador vendo os outros jogarem, agora o despertar esta voltado para a escrita e leitura ele quer ir logo pra escola pra aprender e poder entender os jogos , não os de computador ou vídeo-game que já domina, mas os de tabuleiro , os de regras com caminhos que precisa passar por obstáculos. Muitas pessoas dizem que o jogo vicia, que a criança precisa brincar de outras coisas, com certeza acho que as crianças precisam ter a oportunidade de experimentar todos os tipos de brincadeiras e quando a brincadeira tem outra pessoa tudo se torna melhor, muitas vezes fico do lado do meu filho só olhando ele jogar, ele diz que precisa de apoio moral, para vencer as dificuldades e seguir em frente.


26 de nov de 2007

Recapitulando!!!

Terceiro semestre, seis interdisciplinas, muitas expectativas, muitas atividades, várias leituras, trabalhos para realizar com alunos e com os colegas. Quanta coisa nova este semestre trouxe.Para mim a curiosidade, a busca, a pesquisa e as leituras foram fundamentais, importantíssimas para entender tudo que acontece com meu aluno, com meus filhos e que aconteceu comigo, enquanto criança que ainda sou dentro deste adulto que me tornei.
Cada vez que leio os textos e autores sugeridos pelas professoras me descubro mais, lembro da minha infância, da minha sala de aula, de quanto os professores me foram importantes e tento buscar subsídios para fazer meus alunos também se apaixonarem pela aprendizagem, pela descoberta, pela troca, pela história que um dia poderão lembrar, que será a história das suas vidas.
Ler e pesquisar sobre o brincar pra mim é um prazer, porque a brincadeira como disse a professora Tânia "para a criança é coisa série", infelizmente muitas crianças hoje não sabem o verdadeiro sentido do brincar porque não são estimuladas, já vivem uma vida quase de adulto , ou tem tantas responsabilidades que não tem tempo de simplesmente brincar por brincar, jogar por jogar, divertir-se por divertir-se.
Sou apaixona po Harry Potter, acho que isso começou com meu filho, que desde pequeno tem ele como ídolo, já assisti todos os filmes e também li os livros só falta o último que está comprado , mas aguardando as férias. Não entendia como podia gostar tanto deste tipo de leitura e filme, mas depois de ler sobre o Conto fantástico de Regina Zilbernan, consegui me compreender, afinal
sou um adulto que vive também entre a fantasia e o mundo real, que espera um final feliz, que se transfere para outros universos , que precisa sair da rotina , que fantasia heróis e imagina que a realidade pode mudar e se transformar.
Nunca fui uma boa desenhista, mas uma ótima copista, nem sei desenhar em perspectiva e tenho muita dificuldade de visualizr sem ver realmente algo desenhado, principalmente quando é casas, ou objetos com profundidade. Lendo e pesquisando sobre arte, percebi o quanto é importante ter a idéia, pensar sobre, tentar, incentivar , arriscar, criar e recriar, olhar com outro olhar e perceber que somos rodeados pela arte, consegui sair daquela idéia que arte era um quadro pronto com moldura.
Assim como a arte o teatro também me deu um outro olhar, uma outra percepção, afinal teatro não é decorar papéis , mas sim observar, mostrar com o corpo, vivenciar outros tipos de situações, utilizando pouco a fala, priorizando as expressões, as sensações.
E a música, o que seríamos sem o som, sem a melodia, sem o ritmo??? Através da música podemos expressar nossos sentimentos e ela também faz com que percebamos sensações e sentimentos diferentes.

21 de nov de 2007

Aula Presencial!!!!

Quanta coisa aprendi hoje podendo participar da minha contação de história e vendo minhas colegas se apresentarem, foi muito importante esta nossa participação e exposição.
Acho interessante que ainda há quem questione sobre o que e como será que foi a avaliação, já que uns falaram mais que outros, ou se apresentaram melhor, ou uns sabiam as falas de cor enquanto que outros leram; daí vou de encontro a fala da professora Celina que disse" que as vezes a atriz ou ator principal, não tem um destaque tal especial quanto um outro ator que através da sua expressão demonstra estar realmente no seu papel, vivendo ele.
Na minha contação tive um papel pequeno, mas a sugestão do livro foi minha, UNi Duni Tê, porque fiquei encantada com ele( acho que passei isso para minhas colegas de grupo) , trabalhei com meus alunos. Primeiro antes de contar a história e sem nem saber que o livro existia eu trabalhei as rodas cantadas na sala de aula, incentivada pela aula de música. Um dia pesquisando na biblioteca achei o livro , adorei e li para meus alunos, que participaram de todas as cantigas que nele são lembradas, foi muito bom porque eles interagiram, riram e entenderam perfeitamente a história.
Nossa contação na aula presencial foi boa, eu estava nervosa, acho que minhas colegas também, tivemos alguns esquecimentos, mas foi boa a experiência, principalmente para mim que tenho muita vergonha e tenho que confessar que acho que é a minha segunda aparição em público a primeira foi no Magistério(um teatro), mas o público era infantil e hoje o público foi adulto, minhas próprias colegas. Eu não olhei para a platéia fiquei olhando para os integrantes do meu grupo então não observei olhares de reprovação que tanto me deixam com medo, mas minhas mãos gelaram e meu rosto pegou fogo, acho que fiquei vermelha o tempo todo.
“Ao tentarmos nos salvaguardar de ataques, construímos uma fortaleza poderosa e nos tornamos tímidos, ou então lutamos cada vez que nos aventuramos sair de nós mesmos. Alguns, nesta luta com a aprovação/desaprovação, desenvolvem egocentrismo e exibicionismo; outros desistem e simplesmente seguem vivendo. Outros ainda, como Elsa no conto de fada, estão eternamente batendo nas janelas, tocando campainhas e lamentando "Quem sou eu?" O contato com o ambiente é distorcido. Autodescoberta e outros traços exploratórios tendem a ser atrofiados. Ser "bom" ou ser "mau" torna-se um modo de vida para aqueles que precisam da aprovação/desaprovação de uma autoridade — a investigação, assim como a solução dos problemas, tornam-se de importância secundária.” (Improvisação para o teatro - Viola Spolin)

18 de nov de 2007

Música!!!

Escutar!!! Como é importante saber escutar e como é difícil praticar esse exercício de escuta.
A professora Rosinha comentou sobre a necessidade de fazer nossos alunos escutarem, moldar o tom de voz.
Realmente precisamos aprender a escutar para podermos ensinar a escutar. Na música a escuta é muito importante. A música é rica para a aprendizagem.
Normalmente trabalho com música na sala de aula, mas depois da aula presencial do dia 14.11 entendi que preciso dar enfoque não só para a letra da música, mas também para tudo que a envolve: instrumentos, marcação, medidas de ritmo, trabalho corporal, melodia.
Acredito que tenho muito ainda a buscar e entender sobre música, porque realmente ela é fascinante e está presente em nossas vidas todos os dias.
O material básico da música é o SOM, e o som nos acompanham em tudo que façamos, assim temos a oportunidade de modificar esses sons e transformá-los.

4 de nov de 2007

Lendo Fábulas!!!!

Durante uma semana li todos os dias no início da aula uma pequena fábula para meus alunos, lia pelo menos 2 vezes ou até três para eles conseguirem entender e podermos conversar sobre o que havia sido lido, se podíamos tirar algo da história, o que o autor queria nos dizer.
Após a leitura conversávamos sobre os assuntos , destacávamos personagens e dividíamos a história em início, meio e fim através de desenhos, também para finalizar construíamos uma frase coletivamente sobre o que havia sido entendido , a moral da história.
Quando iniciei esta atividade o meu principal objetivo era que os alunos gostassem de ouvir a leitura, que fosse prazeroso, que despertasse neles o gosto pelo escutar e pelo ler, também que conseguissem identificar que um texto não precisa ter 30 ou mais linhas, mas que tenha início, meio e fim, com seqüência, onde a imaginação pode criar e fantasiar.

Os resultados que obtive foram muito bons, porque meus alunos estão escrevendo melhor, conseguem criar, inventar sem se preocupar se esta certo ou errado o que estão escrevendo, suas histórias estão melhor estruturadas e também o ato de escrever se tornou masi rápido, parece que antes eles não conseguiam pensar, agora a imaginação está solta.

O melhor de tudo isso é que não precisaram fazer cópias e cópias ou ler muitos e muitos livros, foi através da audição e da troca de possibilidades(dizer o que acham e pensam, falar no grande grupo) que ouve esta transformação.


22 de out de 2007

Colhendo frutos!!!!

Estou tendo resultados prazerosos com a mudança das minhas aulas, antes era amiga de meus alunos , mas muito preocupada com que eles aprendessem os conteúdos, conversávamos muito, onde eu mais falava e eles ouviam. Hoje estou incentivando a ARTE , fábulas, rodas cantadas, teatro, brincadeiras... assim meus alunos estão tendo maior espaço, interagem entre si, trocam , não só conhecimento de conteúdo e sim de idéias, de criatividade. Hoje para minha surpresa algumas alunas pediram pra apresentar a cantiga de roda Teresinha de Jesus, pensei que iriam fazer como estávamos fazendo na hora do pátio-4ª feira (50min), fazemos atividades dirigidas e não simplesmente jogo por jogo, tenho feito com o grupo nas ultimas aulas o resgate das cantigas de roda, a noção de espaço, trabalhando a motricidade ampla, a percepção.
Para minha felicidade fizeram uma adaptação(evidência), misturando música e teatro, trouxeram até chapéus, ficou tão legal que até apresentaram pra turma de 1º ano que adorou e pediu "bis".
Eu realmente me senti professora orientadora nesta hora porque pude perceber o quanto é importante incentivar,participar, mostrar, dar o exemplo para o aluno assim poder então criar e recriar , propiciar sua própria aprendizagem.
Minhas alunas estão incentivadas e querem fazer outras produções para apresentar na sala e para as outras turmas, estão super empolgadas e assim empolgando outros principalmente a mim, estou orgulhosa delas!!!!

21 de out de 2007

Brincadeiras!!!

"Brincar com as crianças não é perder tempo, é ganhá-lo.
Se é triste ver meninos sem escola, mas triste ainda e vê-los sentados enfileirados em salas, sem ar com exercícios estéreis, sem valor para a formação do homem".
(Carlos Drummond de Andrade)
Cada vez mais as crianças brincam de uma maneira que está presente a agressão física, os chutes, tapas, empurrões, parecem que medem força.
Após o início deste semestre , com as interdisciplinas acontecendo tenho procurado brincar mais com meus alunos, propor bincadeiras, jogos. É engraçado que peço para os alunos trazerem brinquedos e eles não trazem, parecem ter vergonha, alguns até trazem carrinho ou boneca, mas são poucos. O estranho é que meus alunos de 3ª série não se acham criança, não querem brincar com objetos, nem fazer brincadeiras, inventar personagens, gostam e é de correr um atrás do outro , está é a brincadeira que fazem na hora do recreio. Tenho proposto aos alunos que brinquem de Adoleta, Pimponeta, Passa anel,pular corda, pular Sapata, rodas cantadas, Pedra/papel e tesoura, bolita , boneca, entre outros, mas o interesse é maior das meninas que tentam mas os meninos atrapalham , ficam incomodando.

Percebi que o brincar é muito importante, os brinquedos , brincadeiras e jogos fazem parte da infância , adolescência e idade adulta, que precisa acontecer na escola, na sala de aula e eu como professora ainda não tinha este entendimento , nem tinha material de pesquisa. Pergunto como pode um curso de Magistério deixar de lado o lúdico, não preparar o professor lhe dando teoria e prática, incentivando o resgate da brincadeira pela brincadeira, do brinquedo pelo fazer o brinquedo, do jogo pelo simples prazer de jogar.

Esta semana confeccionamos pipas(pandorga, papagaio), foram os alunos que fizeram, porque eu aprendi, propus a idéia na intenção de aprender como se faz, também fizemos Vai e vem com garrafas PET e faremos Pés de lata na próxima semana. (logo colocarei as fotos)

10 de out de 2007

Novas aprendizagens!!!!!


Após o comentário da tutora Suélen estou complementando esta postagem.
Com relação ao vídeo de meus alunos , tenho que dizer que não trabalhava roda cantada em sala de aula, via as brincadeiras de roda para o pátio, educação física, mas depois de ler e entender a importância, praticar e ver como os alunos gostam e pedem mais estou até mudando o espaço de sala de aula para podermos parar e brincar, conversar em círculo, cantar, contar histórias, assim eu participo junto e os alunos conseguem aproveitar o espaço. Quando íamos para o pátio(como é amplo) alguns alunos se sentiam envergonhados devido as outras turmas e não queriam participar, agora primeiro praticamos na sala(cantamos, fazemos gestos) e depois tentamos contagiar os outros alunos, na hora do recreio.

(alunos cantando)
Bem quando iniciei o curso, sabia mexer em algumas coisas no computador, mas agora no terceiro trimestre estou bem melhor, devido a necessidade de fazer tantas postagens diferentes umas das outras, utilizando vídeos, fotos, desenhos, som, tive que me adaptar e procurar aprender o que só sabia, pedindo ajuda, assim consegui postar o vídeo acima, primeiro no You Tube, depois aqui, também aprendi a organizar slides como os da postagem abaixo(Comparando Arte), antes tinha medo que esses programas contivessem vírus, agora é mais tranquilo, sei que o anti-vírus funciona e que não vou ficar seu computador!!!
Uma das aprendizagens que me deram prazer foi o avanço que tive quanto ao blog.No primeiro semestre criei o meu, mexi um pouco e um dia desconfigurei tudo, pedi ajuda, consegui arrumar, mas não mexi mais. No segundo semestre continuei postando no blog, mas não mudei grande coisa, apesar de ter ficado mais acessível as mudanças que o Blogger ofereceu.
Como tivemos que criar outro blog e não gostei muito dos modelos que eram oferecidos conversando no MSN com minha colega Ivanize descobri que dava pra mudar o modelo, colocar outro fundo e assim consegui personalizar o meu Portfólio, ficou bem a minha cara, como eu queria, com isso também mudei o meu Blog pessoal, fiz margem, troquei o fundo, ainda quero mudar outras coisas, mas falta tempo.

4 de out de 2007

Comparando ARTE!!!!!!

Depois da minha visita até a Bienal, vejo os trabalhos dos meus alunos com um novo olhar!!!!
Engraçado que antes achava que ARTE eram quadros pintados, com lindas molduras, feitos com tinta,mas olhando os trabalhos na Bienal pude perceber que realmente o que conta é a Idéia e que podemos ter arte de diferentes maneiras, com diferentes materiais. Quanta coisa eu vi e pensei "mas até eu faço isso".Comparando alguns trabalhos de alunos com alguns da Bienal , posso dizer que meus alunos fazem arte, são artistas sem saber!!!!




28 de set de 2007

Ouvindo histórias!!!!


Um dos meus comentários no fórum. "Bem , depois da leitura dos textos e assimilação dos mesmos vejo que ainda preciso melhorar muito na contação de histórias, preciso me preocupar em despertar o interesse, a imaginação e não em ter silêncio, também preciso narrar a história sem ler a história, isso faço com meus filhos e não com os alunos. Sei que com este embasamento teórico terei mais clareza dos objetivos, entendi que é muito importante para o aluno ver com os olhos da imaginação".

22 de set de 2007

Aprendizagens!!!!

O tempo passa rápido, terceiro semestre, iniciando 6 novas interdisciplinas!!!!
Artes Visuais, Literatura Infanto Juvenil e Aprendizagem, Ludicidade e Educação, Música na Escola, Teatro e Educação, Seminário Integrador III.
Muitos conflitos , medos, dificuldades , risos, acertos, erros, encontros e desencontros acontecerão visando uma Aprendizagem de qualidade , uma Educação melhor, para mim e meus alunos!!!
feito pelos meus alunos 3s2

 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios