25 de abr de 2009

Assimilação e acomodação!!!!!

“A assimilação funciona como um desafio sobre a acomodação a qual faz originar novas formas de organização” (BECKER, 2001, p. 20-1).

"a assimilação consiste numa ação do sujeito sobre o meio e a acomodação numa ação do sujeito sobre si próprio para responder às resistências oferecidas pelo meio"(PIAGET, 1989)

"Construtivismo significa isto: a idéia de que nada, a rigor, está pronto, acabado, e de que, especificamente, o conhecimento não é dado, em nenhuma instância, como algo terminado. Ele se constitui pela interação do indivíduo com o meio físico e social, com o simbolismo humano, com o mundo das relações sociais; e se constitui por força de sua ação..." (BECKER,1994,pág.87)

Aprender, construir, desconstruir, buscar, questionar faço isso todos os dias , mas agora entendo melhor o processo embasada na teoria de PIAGET.
Percebi que revendo os Estágios de Desenvolvimento que foram citados em Psicologia I , entendi e me aprofundei melhor no conteúdo já tendo a base dada em outro semestre, a leitura fluiu melhor e a compreensão também.

15 de abr de 2009

Aprendendo!!!!!

Lendo sobre princípios morais universais percebi que me encontro atualmente no seguinte estágio:
5. Estágio dos direitos originários, do contrato social ou da utilidade
a) Valores defendidos: sustentar o direito, valores e contratos sociais básicos de uma sociedade, mesmo quando em conflito com regras e leis concretas do grupo. Reconhecimento de que os valores variam de cultura para cultura, mas que existem valores e direitos não relativos como o direito à vida e à liberdade que devem ser defendidos independentemente da opinião da maioria;
b) Justificativas da argumentação: obrigação de cumprir a lei em função de um contrato social: protege seus direitos e os dos outros. Leis e deveres são baseados em cálculo do maior bem para o maior número de pessoas (critério da utilidade).
c) Orientação sociomoral: o ponto de vista prioritário é o da sociedade. Quando há conflito entre o ponto de vista moral e o legal, não consegue integrá-los.
Mas ainda o estágio 4 esta presente em muitas situações que acontecem no meu dia-a-dia
4 . Estágio da preservação do sistema social e da consciência
a) Valores defendidos: fazer seu dever na sociedade, apoiar a ordem social, manter o bem-estar da sociedade ou do grupo. Cumprir os deveres com os quais se concordou, apoiar as leis;
b) Justificativa dos argumentos: manter o funcionamento das instituições como um todo, auto-respeito ou consciência compreendida como cumprimento de obrigações definidas para si próprio ou consideração das conseqüências dos atos. Pergunta-se "o que acontecerá se se todos fizerem o mesmo?"
c) Orientação sociomoral: o ponto de vista é o do sistema que define papéis ou regras. As relações individuais são consideradas em termos do lugar que ocupam dentro do sistema."
Bem já passei da metade do caminho considerando que são 6 estágios, mas percebi que os dois últimos precisam de um amadurecimento e de muito tempo de aprendizagem.
Depois da leitura feita em virtude do fórum proporcionado na interdisciplina de Filisofia entendo agora quando se fala que cada um tem sua caminhada, que tem seu tempo.
Lembro que logo que comecei a trabalhar como professora há 11 anos atrás me encontrava no estágio 3, sentia a necessidade de agradar as pessoas, de ser aceita, muitas vezes aceitava o que me era imposto sem discutir, durante muitos anos permaneci neste estágio, precisei de um desequilíbrio na minha vida para perceber que poderia ser aceita como sou, que poderia ter opiniões e que não era obrigada a agradar todas as pessoas, que a minha opinião poderia ser ouvida e que também poderia ou não ser aceita e que isso não me tornaria uma pessoa desagradável, ou ruim.

3. Estágio das expectativas interpessoais mútuas, dos relacionamentos e da conformidade
a) Valores defendidos: desempenhar o papel de uma pessoa boa (amável), preocupar-se com os outros e seus sentimentos, ser leal e manter a confiança dos parceiros, estar motivado a seguir as regras e expectativas;
b) Justificativa dos argumentos: precisa corresponder às expectativas alheias. Tem necessidade de ser bom e correto a seus olhos e aos olhos dos outros (família, amigos etc.); importa-se com os outros: se trocasse de papel, iria querer um bom comportamento de si próprio. Este é o estágio da regra de ouro: aja com os outros como gostaria que eles agissem com você.
c) Perspectiva sociomoral: do indivíduo em relação aos outros indivíduos.
(Lawrence Kohlberg - Restaure-se a moralidade, Maria Helena Pires Martins Desenvolvimento moral e educação, segundo o psicólogo e filósofo americano seguidor de Piaget )
Fonte: Revista Educação (nº 39)

5 de abr de 2009

Necessidades Especiais!!!!

Após ver e ouvir o vídeo Aspectos Legais e Orientação Pedagógica da interdisciplina , Educação de pessoas com necessidades Educacionais Especiais entendi o quanto é importante o aluno ter atendimento educacional especializado. Acredito que deveria ter atendimento educacional especializado em cada escola, porque daí as famílias não poderiam ter desculpas de não poder levar seus filhos ao atendimento como acontece hoje, porque precisam se deslocar e então colocam a culpa no dia muito quente, ou muito frio, chuvoso, outro filho pequeno, muito cedo ou tarde, compromissos, etc. É muito importante o aluno estar inserido dentro de uma sala de aula normal, mas também é fundamental que ele receba um atendimento pedagógico diferenciado e que também aconteça trocas entre os profissionais envolvidos.
É triste saber que existem Leis que dão amparo para pessoas com necessidades educacionais especiais que não são realmente colocadas em prática, a não ser que os pais procurem seus direitos procurando a justiça . Nossas escolas (prédio físico) estão aos poucos sendo adaptados para receber alunos de "inclusão", mas e nós professores, o que temos que fazer para receber uma formação continuada e adequada, que nos de suporte para fazer um bom trabalho. Cada dia mais o que vemos são professores se exonerando por não darem conta de todos os conflitos que aparecem em sala de aula, porque existem diferentes tipos de "inclusão", atendemos alunos que aparentemente são normais, mas que não conseguem seguir os padrões que a sociedade impõe. Na escola que trabalho neste primeiro mês escolar 3 professoras pediram para trocar de escola ou preferiram se exonerar do que trabalhar com a realidade que se apresentou e que infelizmente é diferente da realidade que estavam acostumadas, "que estamos acostumados". Os valores não são mais os mesmos e tentar fazer prevalecer o que "eu" como pessoa acho que é certo, muitas vezes não funciona.
Na comunidade que trabalho os alunos são excluídos da sociedade, só pelo fato de onde moram, VILA PAIM, são vistos como meninos de rua , ou nem vistos. Então é importante no ambiente escolar que ele se sinta sujeito, onde possa conversar, que receba atenção, que construa combinações, que saiba até onde o professor pode ir e até onde ele pode ir, todos num mesmo espaço convivendo e respeitando a individualidade de cada um..

1 de abr de 2009

Educação/Valores!!????

A escola......... "ela sempre foi um lugar onde se passa um conhecimento da tradição ocidental, um conhecimento científico que pudesse ser aprendido e, depois,ampliado. Educação cabe à família. Educar é incutir valores nas pessoas. Valores são atributos de pessoas, não de instituições. Pessoas vivem valores, fatalmente os filhos também viverão e assumirão um comportamento mais adequado. E quando os pais não os têm? Sobra para a instituição escolar. Isso arrepia os educadores,não é verdade? Arrepia por dois motivos:
1.porque o educador passa a ser um referencial para o crescimento pessoal doaluno e;
2.porque tem que conviver, muitas vezes, com o descaso dos pais e com o enfrentamento de uma realidade para a qual o próprio educador não está preparado."
EM BUSCA DE UMA ANCESTRALIDADE BRASILEIRA-Daniel Mundurucu
Destaco esse parágrafo na leitura que fiz para a interdisciplina Questões Étnicos-Racionais na Educação, porque sempre me questiono sobre o papel da família na formação dos filhos (alunos). Entendo que o exemplo é muito importante para qualquer pessoa , criança ou adulto e que só podemos "cobrar" o que realmente vivemos. Então como esperar alunos educados se a família independente da classe social nos últimos tempos não consegue fazer o seu papel, não consegue transmitir seus valores , porque com o passar dos anos ela própria, a família foi perdendo ou esquecendo seus valores, não ouve mais conversa, contação de histórias, diálogos.
Venho de uma família onde o respeito pelos meus pais sempre prevaleceu, mas com um certo medo junto, mas apesar disso o diálogo aconteceu e através das conversas e histórias contadas fui formando meu caráter e criando meus valores, que hoje tento passar para meus filhos, sei que com o passar dos tempos eles consguirão ter os seus valores definidos, quem sabe um pouco diferente dos meus.
Vejo que ultimamente as crianças não respeitam mais os pais, não tem vergonha do que fazem, e estrapolam independente do lugar que estejam, em casa, na escola, fazendo o que querem e bem entendem, porque não sofrerão punição, os pais não sabem o que fazer e muitas fezes negam o que os filhos fazem, porque nem sabem o que os filhos fazem, eles os pais não tem tempo e acabam passando a mão por cima dos acontecimemos.
Então quando recebemos alunos, sem limites, sem atenção, sem saber o que é certo ou errado, precisamos muito afetivamente tentar resgatar a criança que está no seu íntimo, que pode amar, conversar, entender, transformar, aprender, brincar, e principalmente conviver em sociedade, respeitando seus direitos e deveres.

 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios