29 de abr de 2008

Observar!!!????

Precisamos praticar a cada dia nossa aprendizagem, quanto mais escuto e observo mais aprendo, Ontem tive reunião pedagógica na minha escola, muitas conversas, angustias, coisas a resolver, mas um grande problema APRENDIZAGEM x COMPORTAMENTO.
Parece que nada agrada alguns alunos, eles fazem de tudo pra chamar atenção, por mais que a aula possa ser diferente e dinâmica os alunos não estão muito preocupados com a sua própria aprendizagem, eles querem é brincar, conversar, fazer fofoca,brigar, fazer brincadeiras desagradáveis .
Hoje mais do que nunca o professor precisa ser "professor pesquisador"(Freire/Pedagogia da Autonomia),

Ensinar exige pesquisa

Não há ensino sem pesquisa e pesquisa sem ensino.

Para se ensinar é preciso buscar informações, consultá-las e revê-las. Indagar-se e indagar é fundamental no processo de assimilação de novos dados.

Pesquisar para descobrir é a chave para conhecer, comunicar e anunciar o novo.

A curiosidade ingênua, da qual são portadores os educandos deve ser destacada, respeitada e estimulada pelo educador.

A ascensão do conhecimento do educando não acontecerá automaticamente, mas, será provocada através dos estímulos feitos, por aquele professor que tem perfil de pesquisador, à sua curiosidade e à sua criatividade.

A partir destas reflexões vejo que preciso a cada dia buscar mais e procurar entender como meu aluno aprende, o que ele quer, porque será que a Escola a sala de aula já não é mais tão agradável, se torna cansativa e monótona, o que leva meu aluno a estar em constante conflito e querer tanto chamar atenção de diferentes maneiras, porque os meus valores são tão diferentes dos deles e porque acho que os meus são os corretos.
Busco a cada dia resgatar meu aluno pela afetividade, não adianta medir forças, gritar, esbravejar é preciso procurar uma harmonia, é importante que o aluno saiba até onde pode ir, os limites precisam estar presentes , na SOCIEDADE que estamos incluídos há regras e comportamentos que devem ser obedecidos.

22 de abr de 2008

Investigação


Nos últimos dias quando os alunos das diferentes turmas de 1º ano até 4ª série vão no EVAM (Espaço Virtual Aprendizagem Multimídia) fico observando as diferenças de aprendizagem, de ritmo, de entendimento, concentração, vontade de descobrir e enfrentar desafios. É interessante que as crianças pensam em jogar, mas o jogo pelo jogo, não como algo a ser descoberto, quando é algo que precisa ser pensado, eles querem mudar, trocar de jogo, deixa de ser interessante.
O prazer das crianças hoje em dia é muito imediato, não é algo a longo prazo, num instante gostam, no outro já acham chato, monótono. Percebo um medo da mudança, do novo e uma dependência do professor, os alunos não querem errar,querem acertar, mostrar que sabem, tem medo da exposição, do que o colega vai dizer. Então é mais fácil fazer o que se sabe, do que tentar e seguir adiante, conquistar.
Tento estimular nos alunos a busca pelo desconhecido, o enfrentar os obstáculos e seguir adiante, o querer aprender sozinho, o ler e entender, mas tenho que confessar que é difícil, porque daí tudo parece difícil , eles criam um bloqueio, claro que não são todos e por isso procuro trabalhar em duplas onde um auxilia o outro.

18 de abr de 2008

Plano Individual de Estudos


Justificativa:

Pretendo trabalhar através de PROJETO objetivando meu aperfeiçoamento com esta nova ferramenta de trabalho, possibilitando desenvolver os diversos conteúdos propostos de uma maneira que englobe as diferentes áreas do conhecimento de maneira que professor e aluno interajam ,façam experimentações,vivenciem situações, realizem trabalhos práticos prazerosos onde aconteça, cooperação e esforço pessoal de ambos para haver a construção e transformação de conhecimentos.

Reflexão:

Sinto a necessidade de proporcionar para meus alunos uma maneira mais lúdica e prazerosa de trabalhar os diferentes conteúdos que nos são apresentados. Acho importante refletir e fazer uma análise do que vivenciamos, assim é necessário haver envolvimento de ambas as partes, professor e aluno trabalhando juntos e questionando o que acontece , o que vê, o que tem dúvida, e não ver as coisas fragmentadas, porque tudo faz parte de um conjunto. Por isso pensei no Projeto Transformações onde junto com os alunos nós pesquisaríamos as diversas transformações que ocorrem com eles, com os ambientes, com as pessoas, os lugares,animais, natureza, meios de comunicação, meios de transporte, enfim... Como tudo se transforma juntos poderíamos descobrir quais transformações nos são ou foram mais importantes e temos necessidade de buscar informações e descobrir realmente como aconteceu.

Assim globalizaríamos os conteúdos onde cada atividade poderia ser explorada nas diferentes áreas, através de entrevistas, desenhos, maquetes, gráficos, produção de painéis e textos,confecção de maquetes e álbuns, elaboração de cartazes, contagem , relatórios, etc.

Ex: Conversa sobre o nascimento, as transformações que aconteceram com cada um, onde nasceram, quanto pesavam, tomaram vacinas, origem dos pais, nascimento dos pais, com quem são parecidos. Nesta atividade poderia ser visto mapas, ver o que de importante aconteceu nos anos de nascimento enquanto fato histórico, poderia ser feito gráfico de diversos aspectos, os alunos poderiam se pesados e medidos , feito comparação do nascimento e o atual.

Meu principal objetivo:

Proporcionar ao meu aluno propostas práticas enfocando um trabalho conjunto em busca de descobertas, onde ele consiga se envolver, pensando no que acontece no seu dia-a-dia, sendo motivado a pensar e repensar no que lhe é apresentado, o que acontece, aconteceu e poderá acontecer.

* Para atingir meu objetivo precisarei fazer um trabalho de pesquisa constante com pessoas, internet, livros, televisão, rádio, etc. Pois trabalhar com projeto é um desafio, visto que é preciso estar em constante busca, se interando de tudo que acontece no meio que nos cerca, na sociedade que estamos e fomos inseridos.

Fundamentação:

“Projetos são propostas de intervenção pedagógica que dão à atividade de aprender um sentido novo em que as necessidades de aprendizagem afloram nas tentativas de resolver situações problema” (Lúcia Helena A. Leite)

“Os projetos são situações em que a linguagem oral,escrita,leitura e produção de textos se inter-relacionam de forma contextualizada, pois quase sempre envolvem tarefas que articulam esses diferentes conteúdos.....” (PCN p.62)

“Na medida, porém, em que me fui tornando íntimo do meu mundo, em que melhor o percebia e o entendia na “leitura” que dele ia fazendo, os meus temores iam diminuindo.” (Paulo Freire)

“Os Projetos de Trabalho (Entrevista com Hernández) permitem ao educador ultrapassar os limites do ensino por simples transmissão de conhecimentos, transferindo a responsabilidade do processo de construção do saber ao próprio aluno”.

Internet:

http://www.escola2000.org.br/pesquise/texto/textos_art.aspx?id=49,

http://vicenteoficina.blogspot.com/2007/12/trabalhando-com-projetos-globalizao_04.html,

10 de abr de 2008

Meio Ambiente!!!

Que meio ambiente é esse que vivemos e não conhecemos?
Que ambiente oferecemos aos nossos alunos para eles se interessarem por outros ambientes?
Onde anda a curiosidade e a pesquisa pelo conhecido e também pelo desconhecido? Pelo novo e pelo antigo?

Hoje refletindo vi que tudo se encaixa, que a ciência tem uma história , que está estruturada em alguém que fez história, em pesquisas que aconteceram em determinado lugar e tempo, utilizando o ambiente que vivemos como material de estudo.

Pensando assim é muito importante levar nosso aluno e nos mesmos a curiosidade, a investigação, ao questionamento, porque assim pode-se entender a realidade apresentada, que se modifica a cada dia. Lembrando que quem modifica esta realidade somos nó seres humanos e a própria natureza. Precisamos ser menos reprodutores e repetidores de informações.

É fundamental priorizarmos a construção do conhecimento através da pesquisa, do conflito, da interação, levar nosso aluno a refletir que ele pode transformar, entender os diferentes espaços, as representações, as problematizações, as modificações do ambiente, as diferentes paisagens, localizar-se, fazer parte de uma história ou várias, criar a sua história, se encontrar no tempo histórico, perceber que as diversidades existem, refletir sobre: mudanças, movimentos de ir e vir, culturas, natureza.

3 de abr de 2008

Questionando!!!???

Lendo e refletindo sobre: "Abordando, mais especificamente, a questão do pensamento matemático, Piaget (1987) afirma que as operações lógico-matemáticas estão ligadas às ações mais gerais que podem ser aplicadas nos objetos como agrupar, separar, ordenar, estabelecer correspondência, etc.", do texto "Aprendizagem e Desenvolvimento: Experiências Físicas e Lógico-Matemáticas" fico pensando que a matemática é um "Bicho papão" para muitos professores e pais que acabam fazendo com que as crianças também a vejam desta maneira. Como trabalho em uma comunidade que os números são mais importantes que a escrita percebo, que para os alunos fazer cálculos é bem mais importante do que ler e escrever, mas muitas vezes são só os cálculos mentais e não os do papel , não a estrutura .
Sempre gostei de matemática , de trabalhar com números e dar aula de matemática, mas percebi que para os alunos a subtração é muito abstrato e que para eles os números são apenas algarismos de 0 a 9, e não separados por unidades ou dezenas , ou centenas e até mesmo milhar.
Trabalhei muitos anos com quarta série , meus inícios de ano eram frustrantes porque os alunos ainda não haviam construído realmente a noção de número então precisava resgatar e mostrar a importância de realmente entender como o cálculo deveria ser entendido. Normalmente levava em consideração o que o aluno me mostrava e pensava com ele o que ele tinha pensado questionando-o para entender o desenvolvimento, o seu raciocínio.


 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios