21 de set de 2008

Organizando idéias!!!!

Hoje após a leitura do texto disponível na biblioteca do ROODA na interdisciplina de Projeto(Projeto de Aprendizagem? O que é? Como se faz? Léa Fagundes), tive um outro olhar sobre o trabalho com projetos.

"Se o ser humano deixa de ser uma criança perguntadora, curiosa, inventiva, confiante em sua capacidade de pensar, entusiasmado por explorações e por descobertas, persistente nas suas buscas de soluções, é porque nós, que o educamos, decidimos “domesticar” essa criança, em vez de ajudá-la a aprender, a continuar aprendendo e descobrindo".

Compreendo agora que trabalhar com projetos é ter numa mesma turma diferentes tipos de interesse, onde os alunos pesquisem sobre o que realmente lhe interessa e sobre o que quer saber"O projeto é do aluno, ou de um grupo de aprendizes. Se os projetos são dos alunos, então são projetos diversificados porque 40 alunos não pensam da mesma maneira, não têm os mesmos interesses, e não têm as mesmas condições, nem as mesmas necessidades. A grande diferença, na escola, é um currículo por projetos dos alunos!"
Pode-se assim ter uma globalização de idéias, conteúdos onde um transmita para o outro o que descobiru, a aprendizagem que teve, sobre o que pesquisou.

Com certeza o trabalho com projetos é um ideal que precisamos correr atrás, infelizmente ainda nas escolas temos um aluno atrás do outro ou então alunos sentados em grupos, mas não trabalhando em grupos.
As escolas ainda seguem o mesmo padrão do século passado, tudo mudou , a tecnologia bate a nossa porta todos os dias de maneira diferente, mas dentro de nossas salas de aula ainda temos muitos alunos para um professor, temos quadro e giz, poucos materiais, falta ferramenta de trabalho que leve o aluno a realmente querer investigar, pesquisar, aprender, criar, colaborar. Ainda hoje o professor precisa ter o domínio sobre turma, precisa se preocupar com conteúdos, planilhas, conceitos, pareceres, notas, provas, avaliações.
Lemos muito e ouvimos bastante sobre os ideais para a educação, mas na prática tudo acontece muito lentamente e quem sai perdendo são os responsáveis pelo futuro do nosso planeta "as crianças".

15 de set de 2008

Refletindo!!!!!!

"Construímos o mundo em que vivemos ao longo de nossas vidas. Por sua vez, ele também nos constrói no decorrer dessa viagem comum. Assim, se vivemos e nos comportamos de um modo que torna insatisfatória a nossa qualidade de vida, a responsabilidade cabe a nós..."(Maturama,2001)
Realmente acho que somos responsavéis pelo mundo que construímos e temos que diariamente desconstruir e reconstruir nossa vida, aprendizagens, medos, idéias, valores, verdades, mentiras.....
Sou uma adulta em constante movimento que necessita de apoio, amor, carinho, afeto, limites, freio, diálogo, paixão, sonhos, brincadeiras, trocas constantes.
Muitas vezes fico frustrada com determinados tipos de comportamento, daí necessito me colocar no lugar do outro e me auto-avaliar.
Será que realmente posso estar descontente com algo que nem me atinge??? ou que não me diz respeito????
Ser adulto é realmente difícil e ser responsável pela vida de crianças que se tornarão adultos é um desafio, porque a minha verdade pode ser diferente da deles e tanto eu quanto eles só descubriremos isso passando por determinadas situações que a vida nos apresentar.

8 de set de 2008

Mapa conceitual!!!!! Projeto Aprendizagem

Nossa pergunta é :

A TV exerce influência na formação da criança?





Vida Adulta!!!!

"Ser adulto é uma questão complexa, depende da cabeça de cada um , claro que o adulto tem muitas responsabilidades e precisa saber escolher entre a razão e o coração, porque ele tem nas mãos a decisão da sua vida e também das pessoas sobre quais tem responsabilidade. O adulto é um ser que se diz independente e com o passar do tempo passou por diferentes aprendizagens e aprendeu sobre elas, através de erros e acertos, ele pode decidir o que realmente quer para si, como quer agir, assumindo suas decisões . Ser adulto para muitos é esquecer a criança que se transformou, muitos adultos colocam a responsabilidade como desculpa para a falta de tempo e fazem que os anos pesem realmente, se sentem a cada dia mais velhos , longe das doces lembranças da infância. Penso que ser adulto é uma constante busca entre o equilíbrio do passado com o presente, porque é preciso se atualizar e participar das novas gerações, conversar, trocar idéias, participar da vida tanto dos mais novos quanto dos mais velhos, tentar se colocar no lugar de cada um, porque muitas vezes o adulto esquece quais eram suas necessidades e vontades quando era criança ou adolescente e tenta passar uma imagem que na verdade ele construiu depois de se tornar adulto". (Marta R. P. da Silva) Postado no wiki de Psicologia

Realmente ser adulto é uma aventura cheia de responsabilidades.
Vivemos em uma época que nem o adulto se entende, vive em uma sociedade que não se encontra, que discrimina e que tem valores mudados a todo momento.
Sou uma adulta, pequena em tamanho,(meus alunos dizem pra mim não ir muito longe senão eles não me acham) mas com alguma experiência de vida. Acho que às vezes nem eu me entendo, porque é tanta coisa, e tudo ao mesmo tempo: filhos, marido, casa, pais, família, profissão,doenças, graduação, estudo, leituras, alunos, problemas,amizades, alegrias, frustrações, responsabilidades, laser, trânsito, nem sei como consigo dar conta de tudo.
Realmente nós adultos passamos por diferentes fases, mas acho que se tivesse que voltar no tempo passaria por tudo novamente, porque a bagagem que carrego comigo é única, é o caminho que percorri, tudo que aprendi, é a pessoa que sou hoje, mãe, mulher, professora, companheira, filha, amiga.

4 de set de 2008

Perspectiva Democràtica!!!!!!

Escrever sobre democracia é: “parar pra pensar se realmente sei o significado desta palavra e se vivo realmente uma democracia dentro da realidade que estou inserida”

Entendo que dentro de uma perspectiva democrática um dos fatores principais é a participação onde os cidadãos precisam, “fazer parte, tomar parte e sentirem-se parte de uma construção” Bordenave (1994,p.8). Assim para haver uma real democracia dentro do ambiente escolar se faz necessário que toda a comunidade escolar (pais, alunos, professores, funcionários e direção) em conjunto se envolva nas decisões que são tomadas visando o melhor para todos, objetivando ações realizáveis dentro dos recursos disponíveis, tendo como base o seu contexto, sua realidade local.

Muito se luta e lutou por uma gestão democrática, aconteceram avanços, autonomia da escola, planejamento participativo, eleição de diretores, conselho escolar, repasses regulares de verbas para aplicação nos recursos desejados pela escola e posterior prestação de contas, construção participativa do Projeto Político Pedagógico. Mas ainda vivemos sobre as decisões de Estado (Conselhos de Educação, secretarias municipais e estaduais, Ministério da Educação), somos obrigados a redigir pareceres e conceder ao aluno um conceito, nossos alunos e também nós professores e a instituição que trabalhamos recebem avaliação, há provas, provinhas que desenham um gráfico de aproveitamento do sucesso e fracasso escolar, quer dizer que, no final o que importa é se o aluno sabe ou não sabe, assim podem ver se a Escola e seus professores fazem ou não um bom trabalho. O que é levado em consideração não é a caminhada de cada um, mas sim a NOTA final que lhe foi dada.

Será que podemos então pensar que isso faz parte da democracia, sermos obrigados a fazer coisas que não concordamos, mas que nos é imposto????

 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios